Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Youri Messen-Jaschin

por Antonio Alves, em 11.11.14

Youri Messen-Jaschin

Youri Messen-Jaschin é um artista de origem letã, nascido em 1941 em Arosa, na Suíça.

É em 1967 em Göteborg, que encontra durante uma exposição no Modern Art Museum de Göteborg, Jesús-Rafael Soto, Carlos Cruz-Diez e Julio Le Parc. Ao falar com estes artistas, descobre o seu fascínio pela arte óptica (Op art). É a partir daqui que decide dedicar todas as suas investigações no sentido da arte cinética

Suas esculturas são enriquecidas pelo movimento e expostas ao ar livre (movimento e deslocação no espaço) e complementadas por sons musicais concretos (o movimento desencadeia sons).

Especialista entre outras técnicas do "body art painting", expõe o seu trabalho nomeadamente em clubes e em exposições ou em locais sombrios que são iluminados com lâmpadas UV, cobrindo-o em quatro horas com corpos nus de cores psicadélicas e biológicas, sem perigo para a pele.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:29

Bridget Riley

por Antonio Alves, em 11.11.14

 

Bridget Riley nasceu em Londres, no ano de 1931. Estudou na Golsmith´s school of art em Londres, em 1952 a 1955. Sua primeira exposição individual foi em 1962 na Gallery One.

Em 1955, Riley se formou com um diploma de bacharel. 

Entre 1956 e 1958, ela cuidou de seu pai, depois que ele se envolveu em um sério acidente de carro, e ela sofreu um colapso. Depois disso, trabalhou em uma loja de material de vidro e também, por um tempo, ensinou crianças. Ela finalmente se juntou a agência de publicidade J. Walter Thompson, como ilustrador, onde trabalhava a tempo parcial até 1962 A grande exposição Whitechapel Gallery de Jackson Pollock, no inverno de 1958, era ter um grande impacto sobre ela. 

 

 

Seus primeiros trabalhos foram figurativa com um estilo semi-impressionista. Entre 1958 e 1959 seu trabalho agência de publicidade viu adotar um estilo de pintura com base na técnica pontilhista. Por volta de 1960 começou a desenvolver a sua assinatura estilo Op Art consiste em padrões geométricos em preto e branco que exploram o dinamismo da vista e produzir um efeito desorientador no olho. No verão de 1960 ela visitou a Itália com o mentor Maurice de Sausmarez, e os dois visitaram a Bienal de Veneza com a sua grande exposição de obras futuristas. 

No início de sua carreira, Riley trabalhou como professora de arte

Em 1961, com o parceiro Peter Sedgley, ela visitou o planalto Vaucluse, no sul da França, e adquiriu uma fazenda abandonada, que acabaria por ser transformada em um estúdio. De volta a Londres, na primavera de 1962, Riley recebeu sua primeira exposição individual, de Victor Musgrave do Studio One. 

 

 

 

Em 1968, Riley, com Peter Sedgley eo jornalista Peter Townsend, criado organização do espaço dos artistas (Espaço Prestação Artístico Cultural e Educacional), com o objetivo de proporcionar aos artistas espaço amplo e acessível estúdio.

 

 

 

 

 

Para mais imformações detalhadas da vida e obra de Bridget Riley, aconcelho a visitar o seguinte site:

http://www.op-art.co.uk/bridget-riley/

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:05

Victor Vasarely

por Antonio Alves, em 06.11.14

Vasarely é amplamente considerado como o pai da Op -Art.

Ele é um grande mestre da arte do século 20.

Suas pinturas estão nas coleções permanentes de muitos importantes museus ao redor do mundo.

Victor Vasarely, nasceu na Hungria, (Pécs, 9 de abril de 1908 —  Paris, 15 de março de1997 foi um pintor e escultor húngaro radicado na França.

Estudou arte em Budapeste, onde se familiarizou com o movimento Bauhaus e com os trabalhos de Paul Klee, Kandinsky e Josef Albers. A influência destes, teve um impacto tal na sua obra, que se poderá afirmar que, nela, tenta resumir os princípios dos pioneiros da Bauhaus, segundo a qual, o movimento não depende, nem da obra de arte em si mesma, nem do tema específico que se pretende ver retratado, mas antes da apreensão do ato de olhar, que por si só é considerado o único criador.

Em 1930, foi viver em Paris, onde trabalhou como designer gráfico em várias empresas de publicidade. Depois de um período de expressão figurativa, decidiu optar por uma arte construtivista e geométrica, tendo-se dedicado nos 13 anos seguintes ao aprofundamento de conhecimentos gráficos. O seu fascínio por padrões lineares levou-o a desenhar diversos motivos através da utilização de grelhas lineares bicolores (pretas e brancas) e das deformações ondulantes, onde a sensação de profundidade e a multidimensionalidade dos objetos foram sempre uma preocupação constante. Posteriormente, a introdução da cor nos seus trabalhos vai permitir ainda um maior dinamismo, através do qual pretendeu retratar o universo inatingível das galáxias, a gigante pulsação cósmica e a mutação biológica das células. Os seus trabalhos são essencialmente geométricos, policromáticos, multidimensionais, totalmente abstratos e intimamente ligados às ciências.

 

 

É, no entanto, o período entre 1950-60 (período Black and White) que marca definitivamente o trabalho de Vasarely, uma vez que ao introduzir pela primeira vez a sugestão de movimento sem existir movimento real, cria uma nova relação entre artista e espectador (que deixa de ser um elemento passivo para passar a interpretar livremente a imagem em quantos cenários visuais conseguir conceber), desenvolvendo e definindo os elementos básicos do que será conhecido como Op Art -um estilo e técnica que permanecerá para sempre ligado ao seu nome.

Durante a década de 1960 e 70 de suas imagens ópticas tornou-se parte da cultura popular, tendo um impacto profundo na arquitetura, informática, moda, e da maneira que agora olhar para as coisas em geral. Mesmo que ele alcançou grande fama que ele insistiu em fazer sua arte acessível a todos. Seu lema era "Arte para todos".

 

Experimentou o uso de transparências e cores em projeções, produziu tapeçarias e publicou suas primeiras gravuras. Seus quadros combinam variações de círculos, quadrados e triângulos, por vezes com gradações de cores puras, para criar imagens abstratas e ondulantes. Viajou por muitos países, sempre recebendo vários troféus.

O avanço trazido por seus " cinéticos " experiências visuais transformou a superfície plana em um mundo de possibilidades infinitas, livro marcação uma época na história da arte e prenúncio uma nova realidade global em forma de programação e a Internet.

É considerado um dos principais artistas do movimento Optical Art, entre suas obras se destacam suas "Vegas", obrais caracterizadas pela impressão 3D concedida as 'esferas', e contrastantes...

 Visite o site http://www.vasarely.com/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:34

Op art

por Antonio Alves, em 06.11.14

A Op art (abreviação de optical art) foi um movimento artístico que surgiu ao mesmo tempo no início da década de 60 nos Estados Unidos e Europa.

O termo foi empregado pela primeira vez pela revista Time em 1965, se revelando inicialmente como uma variação do expressionismo abstrato.

A primeira obra que se enquadra neste movimento foi "Zebra", feita por Victor Vasarely nos anos 30.

Tal obra era composta por listras diagonais pretas, brancas e curvadas, passando ao observador, a impressão de uma visão tridimensional.

 

Na Op art, as cores têm a finalidade de passar ilusões ópticas ao observador. Visando atingir o dinamismo, os artistas usam tons vibrantes e círculos concêntricos, dando a idéia de movimento e interação entre os objetos e o fundo.

Desenvolveu-se lentamente, expressando muito mais os elementos científicos do que os valores humanos.

Possui um conceito contemporâneo e deu à arte moderna uma nova visão, levando o apreciador das artes a fazer uma análise de cada obra.

 

 

Não tem o apelo emocional da Pop Art, em comparação, parece excessivamente cerebral e sistemática, mais próxima das ciências do que das humanidades.

 

 

 

Influências

A razão da Op Art é a representação do movimento através da pintura apenas com a utilização de elementos gráficos.

Outro fator fundamental para a criação da Op Art foi a evolução da ciência, que está presente em praticamente todos os trabalhos, baseando-se principalmente nos estudos psicológicos sobre a vida moderna e da Física sobre a Óptica.

A alteração das cidades modernas e o sofrimento do homem com a alteração constante em seus ritmos de vida.

Carcterísticas

Explora a falibilidade do olho pelo uso de ilusões ópticas.

Defendia para arte "menos expressão e mais visualização".

Quando são observados, dão a impressão de movimento, clarões ou vibração, ou por vezes parecem inchar ou deformar-se.

Oposição de estruturas idênticas que interagem umas com as outras, produzindo o efeito óptico.

As cores têm a finalidade de passar ilusões ópticas ao observador.

 

 

 

 

Artistas

No ano de 1965, foi organizada a primeira exposição da Op art no Museu de Arte Moderna de Nova York: The Responsive Eye (O Olho que Responde). Além de Victor Vasarely, expuseram suas obras: Richard Anusziewicz, Bridget Riley, Ad Reinhardt, Kenneth Noland e Larry Poons.

Mesmo assim, a Op Art não é considerada um movimento genuíno, mas sim, uma vertente de outras linhas artísticas.

Os principais artistas da op art são Bridget RileyAlexander CalderYouri Messen-Jaschin e Victor Vassarely.

 

 

 

 

Para visualizar mais vídeos consultar o seguinte site:

https://www.youtube.com/watch?v=bAWfzM4ZP5s&list=PLBzurCZDUicdnwvLq8F-3iFzlSB2PaOlF&index=1

 

Op Art: "Drawings that Attack the Eye"

 

Os alunos arte que eu tenho vindo a estudar o movimento Op Art , um movimento na década de 1960 , enfatizando precisão eo uso cuidadoso das cores , a fim de apresentar ilusões ópticas . Movimentos de arte estão sempre relacionados e influenciados por movimentos da arte anterior . Em parte, o movimento Op Art foi uma reação ao emocionalismo do movimento expressionista abstrato anterior. Os alunos viram o trabalho de artistas op Bridget Riley , Richard Anuszkiewicz , MC Escher, e Victor Vasarely. O termo " Op Art " foi oficialmente criado em um artigo de 1964 na revista Time intitulada " Op Art .: Fotos que atacam o olho"
 
http://galatiak12art.blogspot.pt/2012/04/op-art-drawings-that-attack-eye.html

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:55




Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados